Welink Legal Welink Legal
As novas profissões dos advogados em 2022

As novas profissões dos advogados em 2022

Welink Legal

Welink Legal

A profissão jurídica tem vindo a sofrer mudanças significativas desde há vários anos, aceleradas recentemente pela crise sanitária e económica, os advogados devem adaptar-se às rápidas mudanças na sociedade e aproveitar novas oportunidades para desenvolver a sua prática: digitalização, inovação nos serviços prestados aos clientes, mas também diversificação. Novas profissões estão a surgir e a tornar-se cada vez mais importantes, especialmente em actividades não litigiosas.  

 

Como será então a profissão de advogado em 2022? Façamos um balanço.

 

 

Resumo: 

 

1. Advogado para transações imobiliárias

2. Advogado para representantes desportivos

  •  a. Em que consiste esta atividade?

3. Advogado investigador interno

4. Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados dos advogados (RGPD)

  • a. Qual a sua função?

5. Actividades comerciais relacionadas

 

 

1. Advogado para transações imobiliárias 

 

Um advogado que atua como agente imobiliário está vinculado aos princípios fundamentais da sua profissão, em particular o respeito às regras éticas. Assim, ao contrário de um agente imobiliário, ele só pode receber um encargo de uma ou de outra das partes.

 

O principal valor acrescentado desta atividade é oferecer apoio ao cliente de A a Z. Dentro deste quadro, o advogado pode, assim, oferecer:

 

  • Aconselhar o seu cliente (esquemas de isenção de impostos, créditos fiscais...)
  • Verificar informações e documentos obrigatórios (auditorias técnicas, verificações de solvência, etc.)
  • Defender o cliente em caso de litígio
  • Redacção das escrituras necessárias para a transacção, incluindo no caso de vendas internacionais ou europeias)
  • Comercializar bens imóveis como um acessório (no âmbito de um caso com o qual está a lidar numa base principal).

 

Num contexto de crescente complexidade das transações imobiliárias, o tratamento do processo por um advogado é, portanto, particularmente tranquilizador para os clientes. Uma grande oportunidade de diversificação e desenvolvimento para o escritório.  

 

 

2. Advogado para representantes desportivos

 

O advogado desportivo é cada vez mais popular entre os atletas e as suas famílias, que procuram profissionais competentes e de confiança.

 

 

Em que consiste esta atividade?

O advogado desportivo assiste e representa atletas, assim como clubes e treinadores. Acompanha-os em todas as suas questões jurídicas: negociação de contratos de trabalho, formação ou patrocínio, criação e gestão de empresas, direitos de imagem, etc. Ele assegura a preservação dos interesses do atleta e protege-o contra qualquer tentativa de fraude.

 

O advogado desportivo permanece sendo um advogado, o que lhe permite aconselhar eficazmente os seus clientes e representá-los, se necessário, perante os tribunais. É, portanto, um sócio de eleição, ao lado dos atletas em cada etapa da sua carreira.

 

 

3. Advogado investigador interno

 

O objectivo é investigar as infracções suspeitas ou reais dentro da empresa, identificar responsabilidades e possivelmente evitar procedimentos legais, por exemplo, chegando a um acordo.

 

Embora possa ser realizada por recursos internos, a investigação também pode ser externalizada.

 

Devido às suas competências jurídicas, o advogado é um parceiro de eleição para a empresa. Para além do seu trabalho como investigador, poderá assistir a empresa em qualquer processo judicial ou aconselhá-la sobre a sua estratégia de defesa. No entanto, o advogado de investigação interno deve estar atento ao cumprimento das regras éticas. Em particular, deve ter cuidado com os conflitos de interesses: deve recusar o compromisso de investigação se já estiver a aconselhar a empresa sobre o mesmo assunto.

 

 

4. Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados dos advogados (RGPD)

 

A protecção de dados é agora uma questão importante para as empresas, especialmente desde o RGPD (Regulamento da UE 2016/679 de 27 de Abril de 2016). Mais do que nunca, elas precisam de aconselhamento e apoio na matéria.

 

Além disso, recordamos também que a nomeação de um responsável pela protecção de dados nas empresas é obrigatória nos seguintes casos:

 

  • Controlo regular e sistemático, em grande escala, de indivíduos (bancos, companhias de seguros, fornecedores de serviços de Internet, etc.)
  • Para empresas públicas ou autoridades públicas (autoridades locais, ministérios, instituições públicas, etc.)
  • Tratamento em grande escala de dados sensíveis (informação genética, saúde, vida sexual, origem racial ou étnica, crenças religiosas, etc.) ou dados relativos a condenações e infracções penais

 

O responsável pela protecção de dados é, portanto, um profissional com competências muito procuradas.

 

 

Qual a sua função?

Ele acompanha o gestor da empresa na sua conformidade com o RGPD. Ele identifica os riscos, alerta e aconselha sobre as medidas a tomar. Deve também ter uma abordagem e uma postura pedagógica para que todos compreendam as regras, as aceitem e as tornem suas. 

 

Para além das suas competências jurídicas em matéria de lei de protecção de dados pessoais, o advogado do RGPD fornece ao seu cliente soluções adaptadas às suas limitações, à sua actividade e à sua cultura empresarial.



5. Actividades comerciais relacionadas

 

Um advogado pode exercer actividades comerciais sob certas condições:

 

  • A actividade deve ser exercida como uma actividade acessória para além de uma missão legal principal
  • Deve ser destinado aos seus clientes ou a outros membros da profissão. Por exemplo: publicação legal, formação, fornecimento de instalações ou equipamento...

 

Deve também obter a autorização do seu Conselho da Ordem. Este último verificará se a atividade é compatível com as regras éticas da profissão.

 

Esta é uma evolução recente da profissão do advogado. Anteriormente, qualquer atividade comercial era proibida. Este continua a ser o caso em alguns países europeus, enquanto outros já permitem aos advogados exercer uma actividade comercial (Espanha, Dinamarca...).

É advogado ou solicitador?

Referencie o seu escritório no primeiro website especializado para advogados e solicitadores!